Senhor dos Passos da Graça
Real Irmandade da Santa Cruz e Passos da Graça
29
Mar 12

Uma vez mais a nossa Real Irmandade irá associar-se às cerimónias da Semana Santa da Igreja da Graça, pelo que a Exma Mesa Administrativa solicita a presença de todos os Irmãos que se dignem a assistir e participar nestes actos.

CERIMÓNIAS SEMANA SANTA
 
Missa Domingo de Ramos - 1 de Abril
- 10.45h Bênção dos Ramos na Igreja de S. Vicente
   Procissão de Ramos de S. Vicente para a Igreja da Graça

Quinta-feira Santa - 5 de Abril
- 19:30h Missa da Ceia do Senhor, na Igreja da Graça

Sexta-feira Santa - 6 de Abril
- 15:00h Celebração da Paixão do Senhor, na Igreja do Menino de Deus. Adoração da Cruz seguida de Procissão do Enterro do Senhor, da Igreja do Menino de Deus até à Igreja da Graça.   

Nunca é demais lembrar que estes são, sem duvida, os momentos mais importantes da vida de um cristão, pelo que pedimos o melhor acolhimento a esta iniciativa.

publicado por senhorpassosgraca às 10:34
28
Mar 12

Já se encontram disponiveis na nossa página do Facebook as fotografias da Procissão de 2012

publicado por senhorpassosgraca às 10:46
06
Mar 12

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Geral, Senhor Capelão, demais Corpos Sociais e todos os Irmãos da nossa Real Irmandade da Santa Cruz e Passos da Graça

 

Como é do conhecimento de todos temo-nos dedicado a restruturar esta casa do ponto de vista patrimonial, como poderão verificar pela apresentação das contas os valores apresentados são os apuráveis, no entanto muitos são fruto de grandes esforços da nossa parte.

 

Fez no passado dia 9 de Fevereiro dois anos que os actuais Corpos Sociais foram eleitos, já tivemos tempo mais que suficiente para provar o que quer que seja, para aqueles que esperavam só ver os nossos defeitos certamente vão continuar apenas a vê-los, mas para os que com o coração aberto expectavam uma prestação valida penso que não os desiludimos.

 

Logo após a nossa eleição iniciámos um vasto trabalho de reabilitação que apenas ficou feito dentro das possibilidades que dispomos, mais não fizemos porque mais não podíamos, por razões meramente económicas É aqui que quero frisar a vossa possível colaboração para que mais se possa fazer, apenas poderemos continuar com a reabilitação do nosso património com a colaboração de todos os Irmãos e restantes devotos do Nosso Senhor dos Passos da Graça, para que esta casa seja cada vez mais um lugar onde temos todos gosto e conforto em estar e acima de tudo com a dignidade e tradição que sempre revestiu o culto da Sagrada Imagem do Senhor dos Passos.


Temos tido generosas colaborações de vários irmãos.

 

Devo salientar aqui a ajuda quer a nível pecuniário quer com a oferta específica de bens, alguns irmãos, destacando-se a Incansável Aia do Senhor dos Passos a Senhora D. Maria da Assunção, Condessa de Assumar que junto com o Senhor Conde de Assumar têm custeado toda a correspondência entre outros vários gastos e trabalhos, libertando-nos assim de grandes encargos e libertando assim uma grande fatia do orçamento, as Senhoras Dr.ª Maria das Dores Galante de Carvalho e D.Maria Madalena Ayres de Abreu, de uma disponibilidade digna de louvor que respondem sempre e logo ao primeiro apelo, o sempre disponível Irmão Dr. Sérgio Moreno com a oferta da coroa de prata para o Menino Jesus dos Martírios além da oferta de algumas edições de livros escritos sobre a nossa Real Irmandade destacando-se uma edição rara dos nossos estatutos impressos no sec. XVIII, aos Irmãos Senhora Dra. Maria da Graça Stichini e Senhor Escultor Sérgio Stichini que desde logo assumiram os custos da limpeza e recuperação dos reposteiros desta sala de despacho que importaram em 2050€ e ainda a oferta de um pequeno roupeiro para arrumo das alvas e roupas do Senhor dos Passos, o Irmão Senhor Sérgio Perdigão que com a sua generosidade se disponibilizou para pagar as flores da procissão do ano passado e por último “the last but not the list” o nosso Irmão Senhor Dr. Luís de Abreu Cartario que para além da oferta do espelho que se encontra lá em baixo na sala das capas contribuiu generosamente para a aquisição da passadeira nova da nossa escadaria e acima de tudo disponibilizou-se para pagar metade do valor do restauro e limpeza das pratas da banqueta do altar do Senhor dos Passos (3500€) que tantas dores de cabeça nos deu pelo avultado valor cobrado e que inicialmente nos foi prometido como oferta, mas oferta essa que mais tarde foi retirada, permitindo-nos continuar a honrar os nossos compromissos com os restantes fornecedores apesar de tudo.

 

Não querendo culpar ou responsabilizar as mesas anteriores, de que até de uma eu fiz parte, a verdade é que as coisas estavam num avançado estado de degradação e mesmo em perigo de se tornar irremediável o estado de algumas peças em particular.

 

Todos sabemos que os tempos são de crise, mais uma razão, pois os preços dos materiais e mão-de-obra também aumentaram, apenas teremos que reflectir uma coisa afinal - porque é que estamos nesta irmandade? É porque somos devotos do Senhor dos Passos ou existem por trás desta nossa pertença uma razão mais forte? Essa razão por muito legítima que eventualmente possa parecer na realidade não o é.

 

A única razão porque aqui deveríamos estar é porque esta é a casa de Deus e como homens de fé que supostamente somos deveríamos declinar todas as outras razões. Mas enfim somos fracos não é? Na verdade muitos do nossos Irmãos, acredito, que por aqui andam pela sua devoção pessoal por uma Imagem que muitos, desde pequenos aprenderam a amar porque já os seus anteriores a amavam e devocionavam, como é que podemos permitir que tudo isto acabe pela nossa inacção?

 

Apesar de a maioria dos Irmãos não terem responsabilidades oficiais dentro dos Corpos Sociais, uma responsabilidade ninguém lhes pode tirar, a de serem co-autores do presente e especialmente do futuro e essa para o bem e para o mal não é exclusiva responsabilidade da Exma. Mesa Administrativa mas sim de todos nós; os Irmãos.

 

Para finalizar e como me encontro disponível para continuar a fazer a recuperação de todo o resto ainda em falta, venho-vos pedir dentro das vossas capacidades uma contribuição generosa para que o trabalho de recuperação possa continuar a fazer-se.

 

Como já disse, alguma coisa já foi feita, mas falta ainda fazer muito.

Como li num blog de uma irmandade espanhola que estava a fazer um peditório para a recuperação do telhado da sua capela onde se lia,

 

Pedimos-te que contribuas:

 

- Se podes muito; muito.

- Se podes pouco; pouco.

- Se não podes nada; nada...

 

Lamentavelmente aqui na Real Irmandade temos assistido, não apenas diga-se em defesa da verdade, mas a que mais se tem visto é precisamente a última, mas ainda tenho esperança que as coisas mudem e que a vossa possibilidade, generosidade e sentido de co-responsabilidade mude para que então se possa acudir a tudo o que necessita. Contínuo contando com todos os Irmãos sem excepção, peço uma vez mais e como sempre ao Senhor dos Passos que acuda a todos os seus “Irmãos” mas em especial aos que contribuem para a continuação do Seu culto e para a manutenção desta Sua casa que afinal é a casa de todos nós.


Obrigado.

publicado por senhorpassosgraca às 16:25
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Parabéns.
Muitos parabéns pelo excelente trabalho.Bem hajam.
Procissão do Senhor dos Passos da Graça 2008http:/...
Quero dar os parabéns á Mesa Excelenttissima pelo ...
Parabéns por todo este trabalho e importante recol...
Muito interessante! Mais ainda a sua nobre acção e...
blogs SAPO